Um Leitor Sozinho

A um metro de distância do palco, encontro uma poltrona que possui visão privilegiada de toda a cena, aos poucos a plateia vai se acomodando, falantes e ansiosos para o início do tão esperado espetáculo, enquanto isso pego em minha bolsa um livro, abro e inicio a leitura. Neste momento as poltronas ao meu lado vão sendo ocupadas e os olhares curiosos ao leitor sozinho eram perceptíveisaos poucos a plateia foi silenciando e acompanhando o meu virar de páginas. Interrompo o capítulo mantendo os olhos nas páginas e penso: “O que há de tão exótico em um ser estar sozinho no teatro lendo enquanto aguarda o espetáculo começar?”. Em um ato bem teatral, fecho o livro, guardo na bolsa e me dirijo as escadas que dão acesso ao palco, subo pé-por-pé e me posiciono em frente a cortina, reverencio a todos como os artistas fazem no final de suas apresentações e a plateia me aplaude, alguns até se levantaram para bater palmas e outros não entenderam o que estava acontecendo, mas para não fazer feio seguiram aplaudindo. Com um sorriso agradeci a todos e, sem dizer uma palavra, retornei à minha poltrona, logo o terceiro sinal tocou e as cortinas se abriram. 

@ogomesjh

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s