Cinemateca Capitólio Petrobras recebe programação especial de março a novembro

Durante os meses de março a novembro, a Cinemateca Capitólio Petrobras promoverá uma programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras através da Lei Rouanet/Governo Federal e cooperação cultural da Fundacine – Fundação Cinema RS e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal da Cultura.

Serão oito mostras de cinema, quatro eventos “Noites na Cinemateca”, duas masterclasses, dez sessões de cinema acessível, além de duas exposições relacionadas ao acervo da Cinemateca. Além disso, o aporte também possibilitou a compra de equipamentos que proporcionarão acessibilidade completa (Libras, legenda descritiva e audiodescrição).

“O projeto é uma oportunidade de reforçar a vocação da Cinemateca como um espaço de cinefilia e reflexão crítica do cinema clássico e contemporâneo e também um local de referência na preservação e memória do audiovisual garantindo a difusão do seu acervo ao público”, afirma Andreia Vigo, Diretora da Cinemateca Capitólio Petrobras.

A programação contará com oito mostras especiais com curadoria de Leonardo Bomfim, programador da Capitólio, e inicia na quinta-feira, 14 de março, com a mostra Cinema da América Latina. Já estão confirmadas as mostras A vertigem do Cinema Moderno eCinema de Invenção. Quatro eventos especiais intitulados “Noites na Cinemateca”, ocorrem durante as madrugadas, visando ampliar tanto a experiência sensorial do público quanto a vivência do espaço cultural como um todo. A primeira edição está agendada para abril.

Duas masterclasses com renomados especialistas internacionais sobre o processo criativo na realização cinematográfica também integram a programação, tendo como público profissionais e estudantes gaúchos do setor, configurando um importante espaço de aprendizado, debate e reflexão crítica sobre a produção audiovisual. Materiais inéditos do acervo, através do trabalho de digitalização das coleções de grandes cartazes e documentos, serão objeto de duas exposições exclusivas para o espaço da galeria da Cinemateca, com aberturas previstas para junho e outubro, e curadoria da pesquisadora e escritora Alice Trusz.

 

“A parceria entre a Fundacine e a Secretaria da Cultura é exemplo que o público e o privado podem trabalhar de modo associativo para o benefício da população. Com o patrocínio da Petrobras os projetos atingem um conceito cultural diferenciado, pois demonstra a força governamental, através da estatal, em apoiar ações de cunho artístico capazes de fortalecer o setor audiovisual e o espaço Cinemateca Capitólio”, declara Luiz Alberto Rodrigues, presidente da FUNDACINE.

Acessibilidade completa

A Programação Especial 2019 da Cinemateca Capitólio Petrobras também contará com dez sessões de cinema acessível de ocorrência mensal. A primeira delas será no dia 27 de março, aniversário da abertura da Cinemateca Capitólio, e que também marcará o lançamento da sala acessível. Três kits de uso individual foram adquiridos, proporcionando total acessibilidade ao espectador, que pode selecionar em sua poltrona qual tipo de acessibilidade desejam usar para o filme em exibição, desde que a produção possua os recursos de acessibilidade disponíveis. A sala será a primeira no Estado a oferecer o serviço.

Cinema da América Latina

A mostra Cinema da América Latina apresenta um panorama da produção latino-americana com doze filmes inéditos em Porto Alegre. De 14 a 24 de março, o público da Cinemateca Capitólio Petrobras tem a chance de conhecer instigantes histórias contemporâneas realizadas em nove países – Brasil, Colômbia, Argentina, Uruguai, Bolívia, Peru, Chile, México e República Dominicana – de realizadoras e realizadores como Mariano Llinás, Federico Veiroj, Beatriz Seigner, Dominga Sotomayor, Julio Hernández Cordón, Nelson Carlos De Los Santos Ária e Albertina Carri.

A seleção conta com sessão comentada com a presença da diretora de As Filhas do Fogo, Albertina Carri, no domingo, 17 de março, e com a produção La Flor, do argentino Mariano Llinás, que será exibida em três sessões nos dias 23 e 24 de março. Rodado durante dez anos e com duração de 14 horas, este é o filme mais longo da história do cinema argentino. Seis histórias, quatro delas sem final, uma com final e uma sexta que apresenta desfecho, mas não um começo. Passeando por uma diversidade de gêneros, como horror B, espionagem e romance musical, essas épicas histórias se expandem através de três continentes e acompanham as quatro atrizes Pilar Gamboa, Elisa Carricajo, Laura Paredes e Valeria Correa através de dez anos.

Os ingressos para as sessões custam R$ 10,00, com meia entrada para estudantes, idosos e portadores do Cartão Petrobras com acompanhante, além de gratuidade para os funcionários da Petrobras. A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão. A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 | http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

GRADE DE PROGRAMAÇÃO – MOSTRA CINEMA DA AMÉRICA LATINA

14 de março
20h – COMPRA-ME UM REVOLVER

15 de março
20h – LOS SILENCIOS

16 de março
16h – O SILÊNCIO É UM CORPO QUE CAI
18h – TARDE PARA MORRER JOVEM
20h – VERMELHO SOL

17 de março
16h – ALGO QUEIMA
18h – AS FILHAS DO FOGO + debate com Albertina Carri

19 de março
20h – WIÑAYPACHA

20 de março
20h – RETABLO

21 de março
19h – O SILÊNCIO É UM CORPO QUE CAI
20h30 – BELMONTE

22 de março
19h – ALGO QUEIMA
20h30 – COCOTE

23 de março
14h – LA FLOR – PARTE 1
19h – LA FLOR – PARTE 2

24 de março
14h – BELMONTE
16h – LA FLOR – PARTE 3

FILMES

La Flor
Argentina, 2018, 808 minutos
Direção: Mariano Llinás

Seis histórias, quatro delas sem final, uma com final e uma sexta que apresenta desfecho, mas não um começo. Passeando por uma diversidade de gêneros, como horror B, espionagem e romance musical, essas épicas histórias se expandem através de três continentes e acompanham as quatro atrizes Pilar Gamboa, Elisa Carricajo, Laura Paredes e Valeria Correa através de dez anos.

Tarde Para Morrer Jovem
(Tarde para Morir Joven)
Chile/Brasil/Argentina/Holanda/Catar, 2018, 100 minutos
Direção: Dominga Sotomayor

No verão de 1990, a democracia volta ao Chile. Em uma cidade isolada, Sofía, Lucas e Clara se preparam para o Ano Novo, enquanto lidam com seus primeiros medos e amores. Apesar de estarem longe dos perigos da cidade grande, estão perto dos da floresta.

Los Silencios
Colômbia/Brasil/França, 2018, 90 minutos
Direção: Beatriz Seigner

Amparo é mãe de dois filhos pequenos e está fugindo dos conflitos armados da Colômbia. Na tríplice fronteira do país com o Peru e o Brasil, ela e os meninos se abrigam em uma pequena ilha com casas de palafita no Rio Amazonas. No local, eles encontram o pai, que supostamente estava morto.

Compra-me um Revolver
(Cómprame un Revólver)
México, 2018, 84 minutos
Direção: Julio Hernández Cordón

Em um mundo cheio de violência, onde as mulheres se prostituem e são mortas, uma garota usa uma máscara do Hulk para ajudar o pai a cuidar de um campo de beisebol abandonado, onde os traficantes jogam.

Retablo
Peru/Alemanha/Noruega, 2017, 100 minutos
Direção: Alvaro Delgado Aparicio

Segundo Paucar é um menino de 14 anos que quer se tornar o melhor montador de caixas de brinquedo, os “retablos”, como seu pai Noé, para manter o legado da família.

Cocote
República Dominicana/Argentina/Alemanha/Qatar, 2017, 106 minutos
Direção: Nelson Carlos De Los Santos Aria

Christian Alberto é evangélico e trabalha como jardineiro em uma propriedade rica em Santo Domingo. Quando seu pai é assassinado, ele acaba tendo que voltar ao interior, onde passou sua infância, para acompanhar o funeral.

Belmonte
Uruguai/Espanha/México, 2018, 75 minutos
Direção: Federico Veiroj

Javier Belmonte (Gonzalo Delgado) é um pintor cujo trabalho é sensual, fantástico, por vezes repleto de cor, mas sempre com um senso de melancolia. Quando tem que se preparar para uma exposição no Museu Nacional de Montivideo, ele se percebe muito mais interessado em sua pequena filha, Celeste.

Algo Queima
(Algo Quema)
Bolívia, 2018, 77 minutos
Direção: Mauricio Ovano, Bolívia

Um filme sobre as imagens infinitas do meu avô, gravadas durante o seu governo militar na Bolívia, durante a década de 1960. A versão familiar é confrontada com a história familiar: o massacre dos mineiros, a nacionalização do petróleo, o assassinato de Che Guevara. Toda vez que eu paro para olhar uma imagem com mais profundidade, algo queima dentro de mim.

As Filhas do Fogo
(Las Hijas del Fuego)
Argentina, 2018, 110 minutos
Direção: Albertina Carri

Insatisfeitas com suas próprias vidas, três jovens mulheres independentes se encontram por acaso, bem longes de suas casas, e começam a se relacionar de maneira poliamorosa. Quando percebem que estão livres daquilo que acreditam ser regras sociais possessivas, elas decidem formar um grupo cujo propósito é libertar outras mulheres que estejam passando pelos mesmos problemas.

Vermelho Sol
(Rojo)
Argentina/Brasil/França/Alemanha/Holanda, 2018, 110 minutos
Direção: Benjamín Naishtat

Claudio é um advogado de meia idade que vive uma vida calma e confortável com sua esposa em uma pequena cidade da Argentina da década de 1970. Quando um detetive particular aparece na sua cidade determinado em localizar um estranho com quem ele brigou meses atrás em um restaurante, seu mundo é virado de cabeça para baixo.

Wiñaypacha
Peru, 2018, 87 minutos
Direção: Óscar Catacora

Enquanto espera ansiosamente por um resgate divino, um casal de idosos com cerca de 80 anos tenta sobreviver em um local remoto nos Andes, no Peru.

O Silêncio é um Corpo que Cai
(El silencio es un cuerpo que cae)
Argentina, 2018, 75 minutos
Direção: Agustina Comedi

Agustina encontra os vídeos que seu pai gravou antes do acidente que lhe tirou a vida. Sua pesquisa revelará uma história repleta de questões sobre desejo, sexualidade, família e liberdade.

Texto por Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor
bruna@brunapaulin.com | 51 98407 0657 |www.brunapaulin.com https://www.facebook.com/BrunaPaulinAssessoriaDeFlorEmFlor
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s