Música, cinema e teatro estão na programação cultural do Instituto Ling em janeiro

Instituto Ling inicia 2019 oferecendo uma variada programação cultural, com shows, espetáculos teatrais do Porto Verão Alegre e o projeto de cinema Meu Filme Favorito.

A partir do dia 8 de janeiro, o festival Porto Verão Alegre inicia a temporada 2019, apresentando espetáculos em diversos locais da Capital. O Instituto Ling será palco para as peças O Sertão em Mim (dias 8 e 9 de janeiro), Beatles em Concerto (dias 11, 12, 18 e 19), Que Raio de Professora sou Eu (dias 15 e 16), A Fome(dias 22 e 23) e Abobrinhas Recheadas – Rei Roberto (dias 25 e 26). Saiba mais em https://portoveraoalegre.com.br/.

No dia 10 de janeiro, quinta-feira, às 20h, o lendário Mário Manga (Premê e Música Ligeira) e a expert em rock’n’roll Ana Deriggi, apresentam o show O Bom e o Velho. Com Mário na voz, violoncelo, pandeiro e guitarra e Ana na voz intensa, violão e ukulele, o duo se diverte tocando e contando histórias do período musical de 1963 a 1974, conhecida como a época de ouro da música pop mundial. No repertório, Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, Mutantes, Led Zeppelin, Eric Clapton, Secos e Molhados, entre outros, em novos arranjos e sem perder a intensidade e energia do rock’n roll.

No primeiro encontro do projeto Meu Filme Favorito de 2019 a escritora Claudia Tajes conversa com o público sobre um dos filmes que marcaram sua vida: Os Sonhadores (2003), de Bernardo Bertolucci. A atividade inclui a exibição do filme seguida de bate-papo com o convidado, mediado pelo curador do projeto, o jornalista e crítico de cinema Roger Lerina.

Um dos mais respeitados nomes do blues da atualidade, o guitarrista Calvin “Vino” Louden se apresenta no Instituto Ling no dia 24 de janeiro, quinta-feira, às 20h. Ex-bandleader da Koko Taylor’s Blues Machine – lendária banda da cantora Koko Taylor, uma das grandes damas do blues -, Vino Louden toca com músicos como Mighty Joe Young, Bobby Rush e outros grandes nomes do gospel e do soul, como Otis Clay, Eddie King, além de Cicero Blake.

Na galeria, segue em cartaz a exposição A Estranha Xícara, de Luiz Carlos Felizardo, com entrada franca.

Confira os detalhes de cada atividade:

MÚSICA – show O Bom e o Velho

Com Mário Manga (voz, violoncelo, pandeiro e guitarra) e Ana Deriggi (voz, violão e ukuele)

Dia 10 de janeiro, quinta-feira, às 20h

Classificação Etária: Livre

IngressosR$ 50 (50% desconto para estudantes, pessoas com deficiência e +60)

Pontos de venda

Online: https://www.institutoling.org.br/index.php/programac-o-cultural/o-bom-e-o-velho.html

Presencial: Instituto Ling (R. João Caetano, 440). De segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

 

No dia 10 de janeiro, quinta-feira, às 20h, o lendário Mário Manga (Premê e Música Ligeira) e a expert em rock’n’roll Ana Deriggi, apresentam o show O Bom e o Velho. Com Mário na voz, violoncelo, pandeiro e guitarra e Ana na voz intensa, violão e ukulele, o duo se diverte tocando e contando histórias do período musical de 1963 a 1974, conhecida como a época de ouro da música pop mundial. No repertório, Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, Mutantes, Led Zeppelin, Eric Clapton, Secos e Molhados, entre outros, em novos arranjos e sem perder a intensidade e energia do rock’n roll. Conhecido pelo seu talento e bom humor incomparáveis, Mário Manga esteve à frente de bandas que marcaram época, como Premê e Música Ligeira.

programação musical é uma realização do Instituto Ling e Ministério da Cultura / Lei de Incentivo à Cultura / Governo Federal, com patrocínio da Crown Embalagens e curadoria e produção da Branco Produções.

 

MÚSICA – Vino Louden (EUA)

Dia 24 de janeiro, quinta-feira, às 20h

Classificação Etária: Livre

IngressosR$ 50 (50% desconto para estudantes, pessoas com deficiência e +60)

Pontos de venda

Online: https://www.institutoling.org.br/index.php/programac-o-cultural/vino-louden-24-01-2019.html

Presencial: Instituto Ling (R. João Caetano, 440). De segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

Um dos mais respeitados nomes do blues da atualidade, o guitarrista Calvin “Vino” Louden se apresenta no Instituto Ling no dia 24 de janeiro, quinta-feira, às 20h. Ex-bandleader da Koko Taylor’s Blues Machine – lendária banda da cantora Koko Taylor, uma das grandes damas do blues -, Vino Louden toca com músicos como Mighty Joe Young, Bobby Rush e outros grandes nomes do gospel e do soul, como Otis Clay, Eddie King, além de Cicero Blake. Vino começou sua carreira tocando nos cultos da Igreja Adventista do Sétimo Dia e, aos poucos, passou a se apresentar nos clubes de blues de Chicago e outras cidades dos EUA. Com Koko Taylor gravou discos e participou de diversos shows como guitarrista e bandleader.

programação musical é uma realização do Instituto Ling e Ministério da Cultura / Lei de Incentivo à Cultura / Governo Federal, com patrocínio da Crown Embalagens e curadoria e produção da Branco Produções.

 

CINEMA – Meu Filme Favorito: Os Sonhadores

Exibição do filme em sessão única e comentada por Claudia Tajes, com mediação de Roger Lerina

Dia 17 de janeiro, quinta-feira, das 19h às 22h

Os Sonhadores (Innocents) – França, Reino Unido, Itália, 2003

Direção: Bernardo Bertolucci

Baseado no romance The Holy Innocents, de Gilbert Adair

Roteiro: Gilbert Adair

Elenco: Eva Green, Louis Garrel e Michael Pitt

Duração: 1h55min

Classificação Etária: 16 anos

Gênero: drama

Ingressos: R$ 20 (50% desconto para estudantes, pessoas com deficiência e +60)

Pontos de venda

Online: https://www.institutoling.org.br/index.php/programac-o-cultural/meu-filme-favorito-com-claudia-tajes-filme-os-sonhadores-de-bernardo-bortolucci.html

Presencial: Instituto Ling (R. João Caetano, 440). De segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

 

No dia 17 de janeiro, quinta-feira, acontece a primeira edição de 2019 do projeto Meu Filme Favorito. O jornalista e crítico de cinema Roger Lerina recebe a escritora Claudia Tajes para falar de um mais importantes filmes do cineasta italiano Bernardo BertolucciOs Sonhadores. O projeto Meu Filme Favorito inclui a exibição do filme, seguida de bate-papo com o convidado. A sessão começa às 19h e os ingressos têm os valores acessíveis de R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Sinopse do filme: Matthew (Michael Pitt) é um jovem que, em 1968, vai estudar em Paris. Lá ele conhece os irmãos gêmeos Isabelle (Eva Green) e Theo (Louis Garrel). Os três logo se tornam amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto Paris vive a efervescência da revolução estudantil.

Baseado em uma novela do escritor escocês Gilbert Adair, Os Sonhadores ecoa também as vivências e lembranças do cineasta italiano Bernardo Bertolucci(1941-2018) durante a efervescência política, cultural e comportamental dos protestos estudantis de Maio de 1968 em Paris. Vencedor do Oscar de Direção e Roteiro Adaptado por “O Último Imperador” (1987), Bertolucci foi um dos mais importantes realizadores do cinema moderno. Com uma obra em que aliava engajamento político, crítica à burguesia e confrontação aos costumes e à normatização da sexualidade, o diretor tem na filmografia obras-primas como “Antes da Revolução” (1964), “O Conformista” (1970), “Último Tango em Paris” (1972), “1900” (1976), “La Luna” (1979), “O Céu que nos Protege” (1990) e “Beleza Roubada” (1996).

Os Sonhadores elevou ao estrelato seus três jovens protagonistas: os franceses Louis Garrel – filho do cineasta Philippe Garrel, amigo de juventude de Bertolucci, atualmente um dos mais requisitados atores da França e que também se tornou diretor – e Eva Green, que estreou no cinema com esse filme, além do norte-americano Michael Pitt.

Claudia Tajes é escritora, roteirista e colunista de Zero Hora. Tem doze livros publicados, entre eles A Vida Sexual da Mulher FeiaPor Isso Eu Sou Vingativa e Partes Íntimas. Integrou as equipes de programas como Mulher de FasesMandrakeÊta Mundo Bom,Tocs de Dalila e Filhos da Pátria. Em fevereiro sua peça “Fui! – A peça da separação” estreia no Porto Verão Alegre. Atualmente mora no Rio de Janeiro e trabalha na TV Globo.

Roger Lerina é jornalista cultural, integrante da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e atua como repórter e crítico de cinema no Canal Brasil. É editor do site www.rogerlerina.com.br, uma plataforma dedicada a notícias, artigos e vídeos sobre cinema, artes cênicas, música, artes visuais e eventos culturais. É também colaborador do site Coletiva.Net, onde publica uma coluna de opinião semanalmente. É curador do projeto Meu Filme Favorito, do Instituo Ling.

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cultura, Governo Federal.

 

ENTRADA FRANCA – Exposição A Estranha Xícara

Artista: Luiz Carlos Felizardo

Curadoria: Mônica Zielinsky

Período de visitação: de 20 de novembro de 2018 a 23 de março de 2019

Local: Galeria do Instituto Ling

Horário: de segunda a sexta, das 10h30min às 22h e sábados, das 10h30min às 20h

Entrada Franca

Agendamento grupos e escolas: solicitações pelo email educativo@institutoling.org.br ou pelo fone (51) 3533-5700

https://www.institutoling.org.br/index.php/exposicoes/a-estranha-xicara-exposic-o-de-luiz-carlos-felizardo.html

 

Instituto Ling – Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

Até o dia 23 de março de 2019, Instituto Ling apresenta a exposição A Estranha Xícara, do artista e fotógrafo Luiz Carlos Felizardo. A exposição traz 18fotografias e montagens digitais, realizadas entre os anos de 2011 e 2017, que dão conta de uma transformação na carreira de Felizardo, em que o artista explora tecnologias digitais para compor imagens com novas técnicas e possibilidades criativas. A mostra é composta também por 35 objetos pessoais, como brinquedos que o artista ganhou e peças de seus antepassados.

Felizardo começou a trabalhar nas montagens de A Estranha Xícara em 2011, em razão de uma ataxia que lhe impôs sérias dificuldades motoras. Assim, o ambiente em que vivera por 40 anos – o laboratório fotográfico tradicional – precisou ser deixado para trás e o artista buscou, a partir de então, explorar novos suportes e técnicas para seu trabalho. Para ele, a exposição é uma espécie de homenagem aos objetos de sua história pessoal: “Esses objetos conviveram comigo por muitos anos – alguns pela vida inteira, alguns bem mais velhos do que eu mesmo. De alguma forma, todos eles estiveram e estão presentes em tudo o que fiz e faço. Fotografá-los foi a maneira que encontrei de prestar-lhes uma homenagem, dando-lhes o uso que não têm quando estão limitados a espiar-nos”, escreve em seu texto (leia na íntegra aqui: https://goo.gl/ou3Bi2). O título da mostra refere-se ao poema Cerâmica (1962), de Carlos Drummond de Andrade: Os cacos da vida, colados, formam uma estranha xícara./ Sem uso, /  ela nos espia do aparador. Para o artista, o conjunto de imagens que resultou na exposição contém essa ideia.

Para a curadora Mônica Zielinsky, Felizardo revela aptidão para retrabalhar as próprias imagens e fazer uma instigante reconfiguração dos sentidos dos objetos ou lugares do passado, realizando uma generosa transformação que aponta novas realidades, composições e reconstruções: “O artista traz à luz diversas sutilezas de sua inegável memória afetiva de todos os tempos e, simultaneamente, ressonâncias que tangenciam um sutil veio de reverberação cultural. Entre os ágeis fluxos do passado ao presente ou do presente ao passado, esses trabalhos se fundamentam em distintos regimes de historicidade ao permitirem, também, pensar o futuro”, afirma em seu texto curatorial (leia na íntegra aqui: https://goo.gl/ou3Bi2).

A exposição é organizada pelo Instituto Ling com patrocínio da Fitesa Nãotecidos SA e financiamento do Pró-cultura RS / LIC – Lei de Incentivo à Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

 

Informações úteis

O Instituto Ling possui estacionamento pago, com 40 vagas, e bicicletário gratuito em dois pontos: um localizado dentro do estacionamento e outro na parte externa do prédio, com 32 vagas

transporte coletivo de Porto Alegre conecta o centro cultural a diversas regiões da cidade de Porto Alegre. As linhas de ônibus mais próximas são: T2, T2A, T11, T11A, T12, T12A, T13, 344.2, 432, 671 e a lotação João Abbot.

Acessibilidade: o prédio do Instituto Ling foi projetado para propiciar comodidade e autonomia aos portadores de deficiência, além de oferecer excelente conforto térmico e acústico. O Instituto Ling possui o Selo de Acessibilidade da Prefeitura de Porto Alegre, conforme o Decreto nº 15.752 de 05 de dezembro de 2007, que atesta o atendimento da instituição às pessoas com diferentes características antropométricas e sensoriais, de forma autônoma, segura e confortável. O centro cultural oferece também a possibilidade de contratação de um intérprete de Libras, além do acesso à audiodescrição do acervo de artes visuais, dos espaços do prédio e paisagismo. Todo material de audiodescrição se encontra disponível em tablets fornecidos pelo Instituto Ling.

Ação educativa: o Instituto Ling conta com uma equipe de monitoria dedicada a realizar Ações Educativas para escolas ou grupos. As ações acontecem através de visitas guiadas e oficinas especialmente desenvolvidas a partir dos temas relacionados ao acervo e à exposição em cartaz. Também é possível realizar visitas técnicas, com foco no projeto arquitetônico e paisagístico do centro cultural. Para agendar uma visita, escreva para o e-mail educativo@institutoling.org.br ou ligue para (51) 3533-5700. Às instituições públicas ou filantrópicas, o centro cultural também oferece transporte gratuito, de acordo com a disponibilidade de agenda.

Sobre o Instituto Ling

Criado e mantido pela família Ling desde 1995, o Instituto Ling é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a transformação da sociedade através da educação e da cultura.

O Instituto Ling atua em três segmentos: Educação, Cultura e Saúde. Sua missão é promover o desenvolvimento humano e a evolução da sociedade através da disseminação de diferentes formas do conhecimento, da liberdade de pensamento, da valorização da cultura e da saúde. A abertura de seu Centro Cultural em Porto Alegre, no ano de 2014, ampliou e solidificou a atuação do Instituto, firmando-o como centro de referência na disseminação do conhecimento e do livre- pensar, fomentador da educação de excelência em seus múltiplos formatos e provedor de serviços e produtos culturais diferenciados, com elevado padrão de qualidade e estética.

Na área da saúde, o Instituto Ling estabeleceu parceria com o Hospital Moinhos de Vento, em 2015, para a implantação de um centro de referência no tratamento do câncer em Porto Alegre.

A família Ling, mantenedora do Instituto, é proprietária da “holding company” Évora. O grupo empresarial produz e comercializa latas de alumínio para bebidas, não-tecidos de polipropileno (usados principalmente na produção de descartáveis higiênicos) e tampas plásticas para bebidas e produtos de higiene e beleza.

www.institutoling.org.br

Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

Texto: Adriana Martorano
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s