Abertas as inscrições para o curso Empreendedor Cultural

As aulas são gratuitas e vão ocorrer entre de 17 a 21 de dezembro, das 13h às 19h, na Casa de Cultura Mario Quintana

Prontos para planejar e abrir um negócio em apenas 5 dias? Essa é a proposta da parceria da Besouro Agência De Fomento Social com o RS Criativo: o curso Empreendedor Cultural, voltado à comunidade artística que deseja tornar seu talento um empreendimento. As aulas vão ocorrer entre de 17 a 21 de dezembro, das 13h às 19h, na sala A2B2 – 2° andar da Casa de Cultura Mario Quintana). Depois serão mais 90 dias de incubação com consultoria, para garantia da execução do plano de negócios. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail oi.rscriativo@gmail.com ou pelo link encurtador.com.br/gtGLN.

Ao todo serão 30 horas de capacitação, com onze módulos através da metodologia By Necessity, desenvolvida pela Agência e validada com a abertura de mais de dois mil negócios no país. O aluno chega com uma ideia e sai com planejamento de vendas, controle de custos, análise de produtos, identidade visual e peças para divulgação e modelagem de plano de negócios personalizada para iniciar as vendas.

“A teoria é pano de fundo. Quem comanda é a prática e a análise detalhada do cenário de cada empreendimento. Executamos esse modelo há um ano e hoje temos R$ 4 milhões de renda gerada pelos alunos, que estão agora no processo de incubação. A nossa meta de conversão é 70%. Ou seja, a cada dez alunos, temos sete negócios de portas abertas faturando”, destaca Vinicius Mendes Lima, criador do método e fundador da Agência. A capacitação tem a chancela do Ministério da Cultura. Cada aluno recebe o material didático e acesso ao ambiente virtual.

Seu talento, um negócio
Vinicius Mendes Lima é formado em Administração, com ênfase em Marketing, pela ESPM-Sul, e mestre pela Universidade de Ciências Empresariais e Sociais (UCES), na Argentina. Segundo ele, mais fascinante do que a importância do empreendedorismo para o processo de desenvolvimento econômico do país, é o desenvolvimento dele próprio.

“Empreender, enquanto verbete, existe desde o século 16. Já o “empreendedorismo”, está há apenas dez anos nos dicionários e talvez, também, na vida dos brasileiros. Setenta e seis por cento dos brasileiros almejam serem donos do próprio negócio, mas só 19% pretende realmente empreender. Falta de capital, conhecimento e de tempo, além da burocracia, estão entre os fatores limitadores”, conta Vinicius

Texto Casa de Cultura Mario Quintana
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s