#Entrevista, Conhecendo os Artistas da Cidade, Programação Cultural

Conheça Guilherme Ferrêra

321209_186212374795500_439690569_nGuilherme Ferrêra, será um dos contadores de história da Mostra Verão de Literatura Infantil do SESC Gravataí, se apresentará sempre às 14h e 15h. E através do e-mail da coluna, ele contou sua história para nós, confira!

#ConheçaoGuilherme 

“O gosto pela arte vem desde sempre! Nem lembro quando comecei a gostar, mas minha família conta que aos dois anos eu já dizia que seria ator e bailarino quando crescesse. De fato, comecei a estudar dança aos quatro anos e com a mesma a idade participei da primeira peça na escola. Desde então, nunca mais parei de estudar. Primeiro foi a dança Tradicional Gaúcha, em seguida comecei a estudar Teatro, Voz, Música… aos quinze anos eu já auxiliava nas aulas de dança e aos dezesseis, já era professor. Mais tarde, em 1999, ingressei na Faculdade de Biblioteconomia na UFRGS e a experiência com arte, possibilitou que ainda no primeiro semestre eu fosse selecionado para uma Bolsa de Pesquisa CNPQ, onde tive a possibilidade de me formar, oficialmente um Contador de Histórias. Durante a formação que durou dois anos, tive acesso a diversas técnicas de Contação e muita prática, realizada nos quartos, área de recreação e Oncologia Pediátrica. A Bolsa orientada pela Professora Drª Eliane Moro, que mais tarde foi também minha orientadora na durante o Trabalho de Conclusão de Curso na área de Fontes de Referência para Produção Artística, era uma parceria entre as Faculdades de Biblioteconomia, Letras e Psicologia, e foi um divisor de águas no planejamento da minha carreira. 

Logo após a conclusão da Bolsa, ainda durante a graduação, comecei a trabalhar junto a Cia Crakety de Cachoeirinha, ampliando a experiência em Contação de Histórias. Em paralelo, o estudo da dança avançava e em 2002, fui escalado como Coreógrafo do Seriado A Casa das Sete Mulheres da TV Globo. A partir daí, o vínculo com a arte se fortificou, assim que retornei do trabalho no Rio, passei a integrar a Cadica Cia de Dança, onde tive a oportunidade de me formar em Flamenco e Danças de Salão, além de me apresentar em Shows e Espetáculos de Dança Gaúcha e Fusão Flamenco Gaúcho e por todo o país e Representar a nossa arte e a nossa cultura em Shows e Festivais na Coréia do Sul, Dubai, Portugal, Espanha, Argentina… Aqui no nosso estado, tenho desenvolvido um trabalho como coreógrafo de Dança Tradicional Gaúcha, tendo sido premiado diversas vezes nos últimos anos nos Festivais JUVENART e FESTMIRIM. 

Em 2005 veio a conclusão na Biblioteconomia e a partir de 2006, pode-se dizer que nascia Rococó Produções Artísticas e Culturais, ainda com o nome de Fermach… era um início de um projeto que eu ainda não sabia bem onde iria parar… começamos, produzindo as minhas contações de histórias e pequenas performances de dança, neste mesmo ano fechamos um contrato bacana com uma multinacional para performances na ConstruSul, Feira da Construção Civil em uma parceria que durou mais de oito anos. Foi Justamente 12360061_1507463209549712_5088673024180186113_nDurante a produção para um destes Shows que conheci o Produtor e Ator Henrique Gonçalves, que acabou se tornando sócio proprietário da Rococó Produções e um dos maiores colaboradores nos trabalhos da Empresa que tem em seu Currículo a produção de diversos eventos nas cidades da Região Metropolitana e Porto Alegre, com destaque para os Projetos “Baila Melancia”, espetáculo “A Carreteada” financiado em comemoração aos 25 anos de evento em Gravataí; “A Visita da Fantasia”, Primeiro Lugar no Edital do Fundo Municipal de Cultura de Gravataí 2014; Produção Seminário de Formação Educadores de Cachoeirinha 2015, Produção da Mostra Diversidade de Trabalhos Escolares de Cachoeirinha nos anos de 2012, 2013 e 2014, além de Produzir os Espetáculos Porto-alegrenses O Gato de Botas; Os Dois Gêmeos Venezianos; Era uma vez: contos, lendas e cantigas; As Aventuras do Pequeno Príncipe; Música de Cena; entre outros. 
 

Os projetos para 2016 já estão a mil!!! Acabamos de estrear “Os Dois Gêmeos Venezianos”, durante a programação do Porto Verão Alegre e agora começaremos as viagens com a peça. Além disso, já estamos fechando as agendas dos Espetáculos da Cia Menino Tambor e estamos em pleno processo de montagem do nosso novo trabalho: “O Maravilhoso Mágico de Oz” com estreia prevista para maio no Theatro São Pedro, tudo isso conciliado com a Graduação de Licenciatura em Teatro na UFRGS… 

Mas o foco principal neste momento são as Contações de Histórias que acontecerão no SESC Gravataí, entre os dias 15 e 19 de fevereiro. Serão duas apresentações por tarde, uma as 14h e outra as 15h, dentro da programação da 7° Mostra Literária Traçando Histórias. No repertório clássicos da literatura, como O Flautista de Hamlin e Rapunzel, além da Obra “O Casamento de João Bobo e a Princesa Espinhuda“. As histórias serão apresentadas através da Contação Dramatizada, com o uso de instrumentos musicais e poucos elementos cênicos, com foco na ludicidade e um verdadeiro convite para a imaginação. 

Eu gosto muito desta técnica, porque acho democrática e estimulante. Quando você não apresenta o elemento, a plateia  precisa imaginar e neste momento, o expectador se transforma e transforma também o contador, a partir de uma conexão única e efêmera onde tudo é possível.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s