Conhecendo os Artistas da Cidade

Conheça JOANA SUDATTI

Joana Sudatti 1Joana Sudatti, começou sua carreira em 1977, quando cursava ciências físicas e biológicas na FAFIUR em Uruguaiana, um professor da faculdade chamado Carlos Sal montou um grupo de Teatro onde atuou como atriz.

Em 1988, quando veio morar num sítio em Gravataí, a escola onde sua filha estudava ficou sabendo que ela fazia teatro e a pediu que montasse uma peça sobre profissões, assim iniciou seu trabalho como diretora teatral, sua primeira peça na escola foi “O que vou ser quando Crescer?”, a partir daí montou um grupo de teatro na escola e passou a dar aulas gratuitas e escreveu a segunda peça “Sinfonia da Vida – uma declaração de amor a natureza”. De lá pra cá nunca mais parou.

Com quase quarenta anos de carreira, Joana Sudatti escreve seu primeiro livro “Dramaturgia na Aldeia: Três peças infanto-juvenis e suas trajetórias” que ensina aos professores que querem trabalhar teatro em com seus alunos a importância da Oficina Teatral antes da montagem de uma peça, também fornece dicas de como pode elaborar seu próprio texto dramático, também falar um pouco sobre a encenação teatral, além disso o livro contém três peças e fotos das montagens. Como forma de homenagem o livro registra o elenco de alunos que participou das peças teatrais, bem como a escola Gensa, onde esteve por mais de 10 anos como Oficineira de Teatro.

O Livro, financiado pelo Fundo Municipal de Cultura, foi distribuídos para as escolas da cidade com o intuito de auxiliar professores que desejam trabalhar com seus alunos a arte de fazer teatro. Com uma linguagem didática, Joana ensina todo o processo desde as oficinas de teatro até uma montagem de um espetáculo teatral com os alunos.

Sessão de Autógrafos . Dramaturgia na Aldeia . Joana Sudatti
Sessão de Autógrafos do livro Dramaturgia na Aldeia de Joana Sudatti, na 29ª Feira do Livro de Gravataí.

“O livro nasceu de um desejo de contribuir de alguma forma com os professores que tem grupos escolares de teatro, normalmente esses professores passam por muitas dificuldades por ter que conciliar suas aulas com os ensaios que são extraclasse. Além disso, existem poucos textos dramáticos para esta idade. mas como têm um amor absurdo por seus alunos e pelo teatro, decidem fazer mesmo assim. Acho fundamental o teatro ainda na idade escolar, assim como acho importantíssimo o Festil”. Joana Sudatti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s